Paris à Mesa! Chutney de Figo e Maçã e Outras Delicias.





Foi num dia difícil, que este almoço maravilhoso de proporcionou e o qual jamais me esquecerei. Obrigada Paula pelo carinho, por me receberes na tua casa e na companhia das tuas queridas primas Alda e Jenny! jamais esquecerei este dia, que me fez esquecer muitas coisas e por alguns instantes... divertir-me e rir.

A Alda vive nos arredores de Paris há muitos anos, mas sempre pode vem a Portugal visitar aqueles que ama e de quem sente falta o ano inteiro! Afinal... não é fácil estar longe das nossas raízes e sabe sempre bem voltar!

A Paula, no seu belo jardim e num dia de chuva lindo, fez um churrasco com uns costeletões de babar!!!!
Só temperados com sal e nada mais.... perfeito para sentir o sabor simplesmente delicioso da carne. Houve para todos os gostos: mal passado, meio termo e bem passado :)
Claro que eu lá estava a postos com a minha máquina fotográfica, para poder hoje estar aqui a partilhar com todos vós este momento. A Alda lá me deu uma dica para quando frita batatas e que eu comprovo e aconselho: Fritam-se as batatas só até cozerem (tipo: ficam pré-fritas) e retiram-se para uma travessa  com papel de cozinha. Na altura de ir para a mesa, aquece-se o óleo e levam-se as batatas só a dourar. É muito rápido e ficam mesmo estaladiças e deliciosas. Também pode optar por congelá-las pré-fritas e estão prontas a fritar a qualquer momento!


A entrada esta uma delícia: um Chutney de Figo Caseiro... uma coisa do outro mundo!


Ingredientes
8 figos lavados e picados em pedaços
3 Cebolas picadas
2 Maçãs reineta picadas e descascadas
10 colheres de sopa de azeite
8 colheres de sopa de vinagre de maçã
Sal q.b.
Pimenta q.b.
12 figos secos

Preparação
Aquecer o azeite, dourar a cebola com a maçã; deixe refogar e acrescente o figo seco, o vinagre de maçã, o vinho tinto, sal e a pimenta. Reduza a intensidade do lume e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando, por  até os figos começarem a desmanchar. Adicione o figo fresco, misture e cozinhe, mexendo de vez em quando, até que tudo esteja reduzido a uma geleia. Retire do lume, guarde em frascos. Ideal para acompanhar carnes e entradas de paté com tostas! Neste caso acompanhámos com um delicioso foie gras ( é o fígado de um pato ou ganso que foi super-alimentado. Junto com as trufas, o foie gras é considerado uma das maiores iguarias da culinária francesa. Possui consistência amanteigada e sabor mais suave em relação ao fígado normal de pato ou ganso.)
Vejam só que maravilha!

Acompanhadas pelo maravilhoso aroma e sabor frutado de um vinho tinto muito especial - SAINT EMILION


Saint Emilion

A cidade de Saint Emilion além de muito bonita é uma grande atração turística. Ela se encontra no topo de uma colina e no meio de um mar de videiras. É a apelação mais vasta de Bordeaux com mais de 5.000 hectares de videiras. É num solo argiloso-calcário onde é colhida a maior parte dos primeiros “crus”, tal como o “Château Ausone”. Outros châteauxs como o Cheval Blanc, são plantados em solos diferentes, muito próximos aos do Pomerol.

Não Faltou uma deliciosa salada de tomate e manjericão!


Ora digam lá se não foi um belo almoço!

Beijokas

3 Barriguinhas Comentaram

  1. Esse chutney está tentador...
    beijinhos,
    Addicted
    http://cookaddiction.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Nunca fiz chutney mas adorei a tua receita :P

    Bjokas

    ResponderEliminar

Muito Obrigado pelo seu comentário e pelo tempo que usou para visitar o meu site e esta receita em particular! Um beijinho e volte sempre
Lúcia Costa - O Barriguinhas